Curso capacita mulheres para investimento anjo

Por Alice Sosnowski | set 27, 2015

mia

Ser investidor de empresas parece um sonho distante compatível apenas com pessoas milionárias, empresários de sucesso ou herdeiros de grandes fortunas. Mas não é bem assim. Você já pensou em investir em startups ao invés da tradicional poupança bancária ou fundo de renda fixa?

“Esse cenário é possível se o investidor estiver bem preparado e disposto a diversificar”, explica Maria Rita Spina Bueno, cofundadora da instituição Mulheres Investidoras Anjo. Foi ela a organizadora do primeiro curso voltado exclusivamente para as mulheres que investem ou pretendem apoiar financeiramente startups de alto impacto.

O curso aconteceu entre os dias 19 e 21 de setembro no CUBO, o novo coworking de SP (saiba mais aqui) e reuniu cerca de 20 mulheres de diferentes formações e estágios de carreira. Todas com o objetivo de conhecer este novo mercado que promete crescer muito no Brasil.

Com aulas do especialista Marcelo Nakagawa, da advogada Juliene Piniano e da investidora e cofundadora do Mia Camila Farani, aprendemos conceitos essenciais como due diligence, investimento em equity, dívida conversível e estratégia de saída. E também falamos do cenário atual do empreendedorismo brasileiro, do papel das aceleradoras, do crowdfunding e da importância da “tese de investimento”, que é a lógica que o investidor usa para avaliar o produto ou serviço, a equipe e o modelo de negócio de uma startup.

Ao final do curso, Camila Farani resumiu de uma forma contundente os motivos que levam uma pessoa se tornar um investidor-anjo: 1) Aprender a realizar sonhos 2) Oportunidade de networking 3) Ter retorno financeiro. Para ela, o investidor anjo precisa ter “bom senso e também senso crítico”.

Seja para diversificar investimento, ajudar empreendedores iniciantes ou mesmo testar novas formas de aplicar dinheiro, cursos como este mostram que o investimento anjo vai muito além da teoria e dos livros. É necessário razão e emoção, muita conversa e sobretudo apoio. “Investidor anjo anda em bando”, salienta Maria Rita, que ainda afirma que mais do que o retorno financeiro, esta área traz conhecimento, aprendizado e muita satisfação pessoal.